Telefones Atendimento 24 Horas (11) 4266-0513 Telefones Atendimento 24 Horas (11) 4249-0221 whatsapp (11) 98629-2354 whatsapp (11) 96851-4822

Como sair do vicio do crack

Data: 27/03/2017 Categoria: Saúde / Voltar

Como sair do vicio do crack

Drogas, Vício, Crack, Tratamento

Drogas

Drogas são substâncias que podem causar dependência nas pessoas que a consomem ou fazem uso delas. Muitas pessoas caem no mundo das drogas por uma série de motivos e dentre eles encontramos o fato da pessoa querer conhecer o que àquela droga faz.

Outras desafiam a droga achando que elas não iram lhes oferecer perigo algum, muitos acham bom desafiar o que é proibida, as más companhias e até mesmo a falta de conhecimento do mal que as drogas fazem.

Muitas vezes algum familiar em casa faz uso de cigarro e bebida alcoólica e as crianças crescem vendo aquilo e passam a achar que é natural. Temos também a questão financeira que sendo boa ou não pode influenciar ao uso.

Vício

Quando as pessoas começam a fazer uso de qualquer tipo de droga, elas começam a agir sobre o seu inconsciente, mexe com o sentido do prazer fazendo com que essas pessoas queiram usar várias e várias vezes, isso é chamado de vício.

O vício faz com que o indivíduo queira sempre mais e mais consumir ou usar aquilo que os fazem “bem” e ao fazerem uso dela seus corpos vão definhando e suas vidas vão sendo jogadas fora, Eles fazem tudo que estiver ao alcance para conseguir as drogas.

Crack

O crack é uma das drogas que vêm tomando conta do país de do mundo. Seu poder de ação é muito forte e acabam levando seus usuários ao delírio; é uma sensação falsa de prazer.

Quando o crack é inalado além do prazer ele causa tontura, inquietação e alternância de humor. Mexe com o cérebro, fazendo com que ele trabalhe de forma irregular e libere vários sentidos de uma só vez. Uma característica bem acentuada de um usuário de crack é a sua magreza.

Deixar o uso do crack

O ideal seria que as pessoas que caíssem no mundo das drogas conseguissem sair sozinhas, sem precisar da ajuda de ninguém e que ao mesmo tempo essa saída fosse fácil, mas infelizmente não é assim.
O mais importante é a pessoa querer deixar o mundo das drogas, esse é o primeiro passo, mas se isso não acontecer, as famílias podem interná-los sem
vontade própria.

Os seus familiares e amigos devem o ajudar oferecendo apoio. As famílias também devem procurar clínicas para tratamento de drogas como o crack para que essa pessoa possa ser internada; existem hoje em dia clínicas com tratamento gratuito e que são bem conceituadas.

Nas clínicas, os pacientes serão acompanhados por profissionais qualificados na área da saúde e passaram por tratamento.

Geralmente esses pacientes passam um bom tempo internados, e ao saírem das clínicas devem passar por acompanhamento ambulatorial, ou seja, devem ser acompanhados por longos períodos com atividades que o deixem sempre ocupados, distraindo a mente.